GREEN

O Grupo de Estudos em Energia da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, GREEN PUC Minas, vincula-se ao Instituto Politécnico da PUC Minas (IPUC) e está localizado no campus Coração Eucarístico.

Criado em novembro de 1997, o GREEN PUC Minas tem a missão de promover a inovação e desenvolvimento de competências, soluções e produtos destinados à utilização de energias renováveis, primando pela qualidade dos produtos e pela geração de mão de obra qualificada, de modo a contribuir para o crescimento do uso das diversas modalidades de energias renováveis em nossa sociedade e a consolidar a imagem da PUC Minas como instituição ambientalmente sustentável.

O GREEN PUC Minas tem como visão empenhar-se para ser mundialmente reconhecido como um dos principais grupos de estudos do Brasil, especializado na abordagem integrada do ensino, pesquisa e desenvolvimento tecnológico, realização de testes, certificação, e solução de problemas envolvendo equipamentos, confiabilidade, segurança e desempenho dos sistemas que utilizam energias renováveis.

Nosso corpo técnico é composto por professores, engenheiros, técnicos, alunos de graduação e de pós-graduação do IPUC e de áreas afins, bem como de especialistas visitantes.

Compete ao GREEN PUC Minas participar do ensino de graduação e pós-graduação da Universidade contribuindo para a formação interdisciplinar dos alunos. Eles utilizam a infraestrutura do laboratório e do conhecimento do seu corpo técnico para desenvolver trabalhos acadêmicos e trabalhos de conclusão de curso (TCC).

Na área de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (P&D&I), os projetos de P&D&I são desenvolvidos por professores, especialistas visitantes, pós-doutores, engenheiros, técnicos, alunos de graduação e de pós-graduação do IPUC, em parceria com diversas instituições nacionais e internacionais, tendo como objetivo:

Na área de Prestação de Serviços, o GREEN PUC Minas desenvolve ensaios e testes em equipamentos solares, consultoria técnica, cursos de curta duração para o público interno e externo, envolvendo capacitação de mão de obra para atuação na área da energia, tendo como objetivos:

Linha do tempo do GREEN:

1997 – Programa Brasileiro de Etiquetagem

Uma importante atividade do GREEN é a participação no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO) em parceria com a Eletrobrás/PROCEL.

No PBE o GREEN realiza ensaios tanto em sistemas e equipamentos para aquecimento solar de água quanto para sistemas solares fotovoltaicos. Os resultados destes ensaios determinam a produção da Etiqueta de Eficiência Energética do PBE, que informa o consumidor sobre a eficiência de cada produto, contribuindo para que façam uma compra consciente e para a racionalização de energia no país.

A atuação do GREEN no Programa de Qualidade de Equipamentos para Sistemas de Energia Solar Fotovoltaica do PBE começou em 2003. Desde então já foram ensaiados: 33 módulos fotovoltaicos, três baterias, 26 controladores de carga, 25 inversores e dois seguidores de potência máxima. Além disso, foi realizado um ensaio de compatibilidade de equipamentos e um de disponibilidade energética.

O GREEN também participa do Grupo de Trabalho em Energia Solar Fotovoltaica (GT-FOT) do INMETRO.

2001 – Centro para Desenvolvimento e Pesquisa Aplicada em Eficiência Energética e Energias Renováveis

Em 2001 foi inaugurado no GREEN o Centro para Desenvolvimento e Pesquisa Aplicada em Eficiência Energética e Energias Renováveis (CDPAEE), em parceria com a CEMIG/ANEEL. Desde então o GREEN conta com o apoio intensivo da CEMIG para desenvolver projetos que incrementam a eficiência energética de processos, equipamentos e consumo.

Destacam-se entre os trabalhos do CDPAEE o P&D 128, sobre iluminação pública e o P&D 185, sobre geração termelétrica descentralizada para o setor siderúrgico. O primeiro projeto de pesquisa e desenvolvimento consiste em um estudo sobre a disponibilidade de radiação solar e de iluminância na abóbada celeste, com o objetivo de programar adequadamente a iluminação pública noturna. Já o P&D 185 tem o propósito de identificar o potencial de aproveitamento de gases siderúrgicos em termelétricas para geração de energia elétrica.

2004 – Simulador Solar

No fim do ano de 2004, o GREEN recebeu o primeiro Simulador Solar da América Latina. A instalação do equipamento de origem alemã foi realizada através do Programa de Eficiência Energética, uma parceria entre a Eletrobrás e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O Simulador Solar permite ao laboratório realizar ensaios de equipamentos como coletores solares, módulos fotovoltaicos, coberturas transparentes diversas e materiais poliméricos. Os testes feitos no Simulador Solar são mais rápidos e mais confiáveis, além de não dependerem de condições climáticas para sua realização. Tal fato garantiu a realização de um número expressivamente maior de ensaios permitindo a entrada de diversos modelos de coletores solares no mercado.

O equipamento marcou definitivamente a história do GREEN Solar à medida que adicionou mais eficiência e credibilidade ao trabalho desenvolvido e foi um dos elementos responsáveis pelo reconhecimento do laboratório no cenário energético nacional.

2013 – Programa de Avaliação da Conformidade – PAC

Os objetivos do Programa de Avaliação da Conformidade do Inmetro (PAC) são informar e proteger o consumidor, em particular quanto à saúde, segurança e meio ambiente; propiciar a concorrência justa; estimular a melhoria contínua da qualidade; facilitar o comércio internacional e fortalecer o mercado interno. O GREEN PUC Minas participa do PAC de coletores solares e reservatórios térmicos comercializados no Brasil, atuando de maneira independente para avaliação desses produtos.

24/01/2017 - Acreditação do laboratório GREEN PUC Minas

Segundo o Inmetro, a acreditação de laboratórios pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre) é realizada pela Divisão de Acreditação de Laboratórios (Dicla), que realiza as atividades relacionadas à concessão e manutenção da acreditação, de acordo com os requisitos da norma ABNT NBR ISO/IEC 17025, aplicável a laboratórios de calibração e de ensaio. O GREEN PUC Minas obteve sua acreditação em janeiro de 2017, o que representa um marco na sua história e a garantia na qualidade de seus resultados de ensaios. O escopo de sua acreditação pode ser visualizado clicando aqui.