Histórico

Histórico

 
 

Contexto Histórico

Juscelino Kubitscheck, no período em que ocupou a Presidência da República, incentivava o crescimento da indústria no Brasil. Com o slogan "50 anos em 5", a necessidade de mão de obra especializada surgiu, principalmente nos setores automobilísticos e da construção civil.

Os números indicavam que o "boom" desenvolvimentista havia atingido Minas. De 1949 a 1960, o crescimento industrial registrava um aumento de 147,7%, a transformação não metálica de 368,4% e a indústria metalúrgica 231,7%. Desse modo, o mercado mineiro, acompanhando o cenário nacional, sentiu a necessidade de profissionais ligados às engenharias, especialmente mecânica e civil.

Nesse contexto histórico, nasceu a idéia de abrir um novo curso de engenharia.

  • 1963A inauguração do instituto politécnico - IPUC

    Cria-se a Universidade Técnica de Minas Gerais

    Em 02 de junho de 1963, foi criada a Universidade Técnica de Minas Gerais, nos moldes preconizados do Prof. Mário Werneck e sob os auspícios da Universidade Católica (UCMG), recebendo, por isso, a denominação de Instituto Politécnico da Universidade Católica - IPUC. Em 08 de novembro do mesmo ano, reuniu-se no Palácio Cristo Rei, em Belo Horizonte, o Conselho Universitário da UCMG para aprovar o referido Instituto como incorporado àquela Universidade e tomar providências para sua definitiva instalação, bem como o início do seu funcionamento em 1964.

  • 1964Primeira diretoria do IPUC toma posse, tendo dois cursos de Graduação: Engenheiro Especializado e Engenheiro de Operação

    A primeira diretoria do IPUC tomou posse em 12 de março de 1964, tendo como Diretor o Prof. Mário Werneck de Alencar Lima, Vice-Diretor Executivo - Prof. Olavo Pires de Albuquerque, Diretor de Programas - Prof. Hélio Ribeiro da Silva e como Secretário Geral - Prof. Nominato Pereira Cançado. Inicialmente, dois cursos de graduação foram aprovados: o curso de Engenheiro Especializado, com duração de cinco anos nas suas modalidades (Engenheiro Mecânico e Engenheiro Eletricista) e o curso de Engenheiro de Operação, com duração de três anos nas suas modalidades (Engenheiro de Operação Mecânico e Engenheiro de Operação Eletricista), extinto em 1972.

    Na ocasião, foi assinado o convênio com a Escola Técnica de Minas Gerais visando o funcionamento do Instituto Politécnico pelo prazo de dois anos nas dependências daquela Escola.

  • 1965o IPUC passa a utilizar o prédio pertencente ao Seminário Provincial do Coração Eucarístico cedido pela Mitra Arquidiocesana

    Em agosto de 1965, a UCMG assina o convênio com a Mitra Arquidiocesana de Belo Horizonte permitindo ao IPUC utilizar, em forma de arrendamento, por cinco anos, um prédio pertencente ao Seminário Provincial do Coração Eucarístico. Com a expansão do Instituto, foi feito o arrendamento de mais um dos pavilhões do Seminário, destinado à instalação da Biblioteca, administração e Diretório Acadêmico.

  • 1966O IPUC é o responsável pelas funções de metrologia de todo o território Mineiro

    Em 1966, o Instituto Nacional de Pesos e Medidas delegava ao Instituto de Tecnologia e Metrologia (ITM), do IPUC, o direito de exercer as funções de metrologia de todo o território Mineiro, que vigorou até a criação do Instituto de Pesos e Medidas (IPM) em Minas Gerais. Em 1968, com a reestruturação das Universidades Federais, a PUC se antecipa e cria o Conselho Departamental como um dos órgãos de ensino do estabelecimento.

  • 1972/1974O IPUC denomina-se Departamento de Ciências Exatas em 1972 e Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas em 1974

    O Instituto Politécnico da Universidade Católica recebeu outras denominações no decorrer dos anos, atendendo às modificações na administração da Universidade, denominando-se Departamento de Ciências Exatas em 1972 e Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas em 1974.

  • 1988A denominação IPUC é reativada

    A denominação IPUC foi reativada em 1988, considerando a necessidade de se manter entre os cursos e departamentos da área de engenharia a coordenação das atividades e a interação de serviços. Passam então a integrar o IPUC os seguintes departamentos: Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica e Telecomunicações e Engenharia Mecânica. Ao longo do tempo, o IPUC, em sintonia com o mercado de trabalho e o desenvolvimento tecnológico, vem criando novos cursos e proporcionando mudanças nos currículos, com o intuito de promover o aperfeiçoamento dos profissionais formados pelo Instituto.

  • 2018Nos dias de Hoje

    Hoje, com seus diversos cursos, abrangendo a graduação e a pós-graduação, o IPUC concentra seus esforços para o constante aperfeiçoamento de sua estrutura funcional e de suas instalações, como também das metodologias de ensino e pesquisa e da formação do corpo docente. Tudo isso para atingir um nível de excelência de ensino em Engenharia.

Diretores do IPUC anteriores

  • 1964/1969Prof. Mário Werneck de Alencar Lima

  • 1970/1972Prof. Victor Purri Neto

  • 1973/1974Prof. Haroldo Vinagre Brasil

  • 1975/1976 Prof. Vinícius de Araújo Moreira

  • 1977/1981Prof. Djalma Francisco Carvalho

  • 1982/1985Prof. Antônio Dianese

  • 1986/1989Prof. Edson Durão Júdice

  • 1990/1994Prof. Djalma Francisco Carvalho

  • 1995/1996Prof. Geraldo Rômulo Vilela Filho

  • 1997/2000Profa. Heloísa Helena Vieira Machado

  • 2001/2005Prof. Nilson de Figueiredo Filho

  • 2005/2008Prof. Rômulo Albertini Rigueira

  • 2009/2014Prof. Jánes Landre Júnior

  • 2014/AtualmenteProf. Attenister Tarcísio Rêgo